Egito indicia oito pessoas nos EUA por filme sobre Maomé

Atualizado em  18 de setembro, 2012 - 16:44 (Brasília) 19:44 GMT

A Justiça do Egito emitiu mandados de prisão para sete cristãos coptas egípcios nos EUA e um pastor americano, em decorrência do filme anti-islâmico que tem provocado uma onda de violência em países muçulmanos.

As oito pessoas foram acusadas de blasfêmia, de "prejudicar a unidade nacional e insultar o islã", por supostamente ter participação na produção do filme "Innocence of Muslims", que ridiculariza Maomé.

É improvável que os acusados compareçam à Justiça egípcia, mas podem ser julgados à revelia e, em tese, ser condenados à prisão perpétua.

Entre os acusados estão o polêmico pastor Terry Jones (que se tornou conhecido após ameaçar queimar um exemplar do Corão em 2010 e defendeu o "Innocence of Muslims") e o cristão copta Nakoula Basseley Nakoula, suspeito de ter produzido o filme, além de Morris Sadek, que promoveu o filme em seu site.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.