Senegal extingue Senado e Vice-Presidência do país

Atualizado em  19 de setembro, 2012 - 16:11 (Brasília) 19:11 GMT

O Parlamento do Senegal aboliu nesta quarta-feira o Senado e a Vice-Presidência do país. A iniciativa poupará o equivalente a US$ 15 milhões (R$ 30 milhões), dinheiro que será direcionado às vítimas de recentes enchentes.

Críticos, entretanto, afirmam que o objetivo da medida é enfraquecer a oposição. A maior parte dos senadores apóia o ex-presidente Abdoulaye Wade, que perdeu as eleições presidenciais de fevereiro para o candidato opositor e atual governante, Macky Sall.

Os 155 senadores tentaram resistir à medida, mas acabaram vencidos pela Câmara dos Deputados, que votou pela extinção do Senado e da Vice-Presidência.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.