Irã restringe acesso a Gmail e Google

Atualizado em  24 de setembro, 2012 - 07:53 (Brasília) 10:53 GMT

O Irã bloqueou nesta segunda-feira o acesso ao Gmail, serviço de e-mail do Google.

A medida é um dos primeiros passos para o estabelecimento de um serviço local de rede de computadores separado do restante da internet mundial.

O acesso ao buscador do Google também sofreu restrições, já que o acesso à página com o uso de um protocolo de segurança (https://www.google.com) foi bloqueado.

"Por conta das repetidas demandas da população, o Google e o Gmail serão filtrados em todo o país. Eles permanecerão filtrados até segunda ordem", afirmou em uma mensagem Abdolsamead Khoramabadi, secretário do grupo estabelecido pelo governo para detectar conteúdo ilegal na internet.

O Google e o Gmail já haviam sido bloqueados no início do ano em antecipação às eleições parlamentares de março.

O YouTube, serviço de vídeos do Google, é censurado no Irã desde 2009, após os protestos populares contra supostas fraudes ocorridas na eleição presidencial daquele ano.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.