Rei Abdullah da Jordânia dissolve o Parlamento

Atualizado em  4 de outubro, 2012 - 22:38 (Brasília) 01:38 GMT

O rei Abdullah da Jordânia dissolveu o Parlamento e convocou eleições antecipadas na véspera de um protesto convocado pela oposição.

O governo divulgou um comunicado curto, que não definia a data para o pleito.

A convocação para o protesto, que deveria acontecer na sexta-feira - o dia de orações islâmico - foi organizada pelo partido Frente de Ação Islâmica.

O grupo é considerado a maior ameaça a Abdullah desde a Primavera Árabe.

Analistas afirmam que uma economia em enfraquecimento, o fim de subsídios aos combustíveis, restrições no uso da internet e o conflito na Síria contribuíram para criar um cenário de ânsia por reformas na Jordânia.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.