União Europeia ordena que Google aumente proteção de dados de usuários

Atualizado em  16 de outubro, 2012 - 11:00 (Brasília) 14:00 GMT

A União Europeia (UE) deu nesta terça-feira um prazo de quatro meses para que o Google altere a maneira com que acumula informações pessoais de seus usuários para garantir maior privacidade.

Desde março, a empresa decidiu agregar dados de usuários coletados pelo YouTube e o Gmail, seu serviço gratuito de emails, para refinar ainda mais seus critérios de publicidade direcionada.

Na visão dos europeus, a prática não está de acordo com a legislação do bloco por não deixar claro aos usuários como seus dados serão coletados, como serão usados e por quanto tempo serão retidos.

A empresa insiste que sua política de privacidade cumpre as exigências da UE.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.