EUA oferece recompensa por paradeiro de financiadores da al Qaeda

Atualizado em  18 de outubro, 2012 - 18:50 (Brasília) 21:50 GMT

O governo dos Estados Unidos ofereceu uma recompensa de até US$ 12 milhões (R$ 24 milhões) por qualquer informação sobre o paradeiro de dois homens acusados de financiar o grupo extremista al Qaeda no Irã.

Para Washington, Muhsin al-Fadhli e Adel Radi Saqr al-Wahabi al-Harbi são figuras centrais na transferência de fundos e de pessoas entre Irã, Iraque e Afeganistão.

Além disso, as operações de ambos os homens alimentaria grupos extremistas na Síria.

"Ambos são buscados pelas autoridades sauditas por suas atividades terroristas, e Al Fadhli é procurado pelas autoridades do Kuwait por acusações envolvendo terrorismo", disse um comunicado do Departamento do Estado americano.

O anúncio coincide com a decisão do Departamento do Tesouro dos EUA de impor sanções sobre os bens de al-Harbi.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.