Mensalão: Barbosa conclui seu voto sobre formação de quadrilha

Atualizado em  18 de outubro, 2012 - 15:37 (Brasília) 18:37 GMT

STF/ Ag Brasil

Se houver empate na votação, os réus devem ser absolvidos.

Durante a sessão desta quinta-feira do julgamento do mensalão, o ministro-relator, Joaquim Barbosa, retomou seu voto sobre o crime de formação de quadrilha - e deve concluí-lo até o final do dia.

As acusações de formação de quadrilha pesam contra 13 réus, entre eles o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. Na sessão de quarta-feira, Barbosa iniciou a leitura de seu voto e mostrou as relações entre Dirceu e o publicitário Marcos Valério.

De acordo com a Agência Brasil, o ministro citou trechos da denúncia do Ministério Público Federal (MPF) e vários depoimentos – com destaque ao testemunho do ex-deputado federal Roberto Jefferson, que revelou o esquema.

Além de José Dirceu e Valério, também são acusados de formação de quadrilha ex-presidente do PT José Genoino, o ex-tesoureiro da legenda Delúbio Soares, os réus do núcleo publicitário - Ramon Hollerbach, Cristiano Paz, Rogério Tolentino, Simone Vasconcelos e Geiza Dias; e os réus do núcleo financeiro - Kátia Rabello, José Roberto Salgado, Vinícius Samarane e Ayanna Tenório.

Após Barbosa votar, será ouvido o voto do ministro-revisor, Ricardo Lewandowski.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.