Morre em Cuba o ex-revolucionário que virou dissidente

Atualizado em  26 de outubro, 2012 - 16:54 (Brasília) 18:54 GMT

Gutierrez-Menoyo foi um comandante da Revolução Cubana em 1959

Eloy Gutierrez-Menoyo, um ex-revolucionário cubano que depois se tornou dissidente, morreu nesta sexta-feira, aos 77 anos.

Segundo esposa de Menoyo, Flor Ester Torres Sanabria, ele morreu em um hospital em Havana após sofrer um ataque cardíaco.

Gutierrez-Menoyo foi um comandante da Revolução Cubana em 1959. Mas cinco anos depois, ele liderou uma revolta contra o camarada Fidel Castro, foi preso e passou 22 anos na prisão.

Após um pedido do governo espanhol, ele foi solto em 1986, e em 2003 o governo cubano o autorizou a morar em Havana novamente, apesar de suas críticas.

Em 2008, ele disse que sua decepção em relação ao regime comunista cubano permanecia. “Cuba não pode continuar a se isolar, tentando convencer o mundo que há democracia aqui, enquanto um sistema de um só partido jamais será uma democracia.”

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.