Parlamento chinês expulsa Bo Xilai, acusado de corrupção

Atualizado em  26 de outubro, 2012 - 06:14 (Brasília) 08:14 GMT

Legisladores chineses expulsaram formalmente o político Bo Xilai, informou a mídia estatal.

Bo era cotado para ser o próximo líder do país, mas ele e sua mulher se envolveram em um escândalo ligado ao suposto assassinato do empresário britânico Neil Heywood.

Sua mulher está presa em conexão com o caso. E Bo foi expulso do Partido Comunista após o escândalo ter vindo à tona.

Ele é acusado de corrupção e abuso de poder. A medida suspende a imunidade do político e abre a possibilidade para que seja investigado e processado.

A mídia estatal disse que ele foi acusado de abuso de poder, suborno e de violar a disciplina partidária.

Os legisladores devem se reunir em 8 de novembro para um congresso em que os novos líderes chineses serão revelados.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.