Morre albanês que ateou fogo a si mesmo

Atualizado em  3 de novembro, 2012 - 07:36 (Brasília) 09:36 GMT

Um ex-prisioneiro político da Albânia que ateou fogo a si mesmo para protestar contra atrasos na indenização das vítimas do regime comunista morreu em decorrência dos ferimentos.

Lirak Bejko faleceu em um hospital no sul da Itália, onde estava recebendo tratamento desde sua autoimolação há três dias.

Ele era um dos 20 prisioneiros em greve de fome para tentar que o governo albanês honrasse totalmente os requerimentos de indenização.

O governo disse que suas ações tinham motivações políticas.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.