China concede indenização a homem que passou 11 anos na prisão injustamente

Atualizado em  2 de novembro, 2012 - 15:45 (Brasília) 17:45 GMT

Um tribunal na China concedeu nesta sexta-feira uma indenização de US$ 130 mil (R$ 260 mil) a um homem que passou 11 anos na prisão depois de ter sido condenado injustamente.

Segundo a imprensa estatal, Liyi Huang, de 39 anos, um ex-trabalhador na indústria do aço, recebeu uma sentença de prisão perpétua em 2000 acusado de forjar cheques.

Ele foi absolvido há dois anos por falta de provas.

O Supremo Tribunal Federal da província de Guangdong disse que o homem deverá ser indenizado por sua detenção e pelo estresse psicológico e emocional.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.