Zimbábue é acusado de roubar 'bilhões de dólares' em diamantes

Atualizado em  12 de novembro, 2012 - 22:42 (Brasília) 00:42 GMT
Extração de diamantes no Zimbábue / AP

Governo do Zimbábue teria se apropriado ilegalmente de dinheiro de venda de diamantes.

A organização Partnership Africa Canada (PAC) divulgou nesta segunda-feira um relatório acusando o governo do Zimbábue de se apropriar ilegalmente do equivalente a US$ 2 bilhões (R$ 4 bilhões) em diamantes procedentes de campos no leste do país.

No documento, intitulado "Reap What You Sow: Greed and Corruption in Zimbabwe's Diamond Fields" (ou "Você colhe o que você planta: ganância e corrupção nos campos de diamante do Zimbábue", em tradução livre), a entidade diz que "o roubo de diamantes dos campos de Marange é talvez a maior pilhagem de jóias que o mundo já viu desde Cecil Rhodes", referindo-se ao magnata britânico que desempenhou um papel fundamental na colonização do que hoje é o território do Zimbábue.

O diretor da estatal responsável pela extração de diamantes dos campos de Marange classificou as acusações como "falsas".

A polêmica ocorre no mesmo dia em que o Zimbábue abriu uma conferência internacional sobre os diamantes na cidade de Victoria Falls, perto das famosas cataratas.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.