Cessar-fogo em Gaza começa na noite de terça, diz porta-voz do Hamas

Atualizado em  20 de novembro, 2012 - 14:25 (Brasília) 16:25 GMT
Ataque na Faixa de Gaza (Reuters)

Confrontos na Faixa de Gaza começaram na última quarta-feira (Reuters)

Um porta-voz do Hamas, Ayman Taha, disse à BBC que o cessar-fogo deve começar na noite desta terça-feira na Faixa de Gaza.

O lado israelense ainda não comentou a declaração do porta-voz mas, na manhã desta terça-feira, Israel suspendeu os planos de uma ofensiva terrestre na Faixa de Gaza, para dar mais tempo para as negociações de paz no Cairo.

O presidente do Egito, Mohammed Mursi, está liderando as negociações para acabar com os confrontos na região e afirmou esperar que Israel interrompa os ataques aéreos na Faixa de Gaza até o final desta terça-feira.

Apesar da suspensão dos planos de ofensiva terrestre, os militares israelenses jogaram folhetos em vários vilarejos da Faixa de Gaza pedindo que os moradores do norte, sul e leste da região fossem para as áreas centrais, por questões de segurança.

"As Forças de Defesa israelenses não querem atingir nenhum de vocês e não querem ferir vocês ou suas famílias. Para sua segurança, exigimos que se retirem de suas casas imediatamente e se dirijam para o centro da Cidade de Gaza", afirmava um dos folhetos.

O Hamas afirmou que isto é propaganda de Israel com o objetivo de aterrorizar os moradores da região e pediu que todos permaneçam em suas casas.

O conflito na Faixa de Gaza começou na última quarta-feira, quando Israel matou o comandante militar do Hamas alegando que queria acabar com os ataques com foguetes contra o sul de seu território.

Mais de 110 palestinos já foram mortos até agora.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.