Juízes do Egito rejeitam supervisão de referendo

Atualizado em  2 de dezembro, 2012 - 20:31 (Brasília) 22:31 GMT
Manifestantes pró-governo impediram que juízes participassem de reunião no Cairo (AP)

Manifestantes pró-governo impediram que juízes participassem de reunião no Cairo

A organização que representa os juízes do Egito anunciou neste domingo que seus integrantes não vão supervisionar o referendo da proposta de constituição do país, que ocorre daqui a duas semanas.

A declaração do Clube dos Juízes foi feita depois do choque entre o mais importante tribunal do país e os partidários do presidente Mohamed Morsi.

O Tribunal Constitucional anunciou que suspendeu suas atividades por tempo indeterminado, depois que manifestantes pró-governo impediram que os juízes participassem de uma reunião.

O tribunal estava prestes a decidir sobre a legitimidade da assembleia que vai elaborar a próxima constituição egípcia.

A oposição afirma que o documento viola direitos básicos à liberdade.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.