Putin apoia proibição de adoção de crianças russas nos EUA

Atualizado em  20 de dezembro, 2012 - 09:15 (Brasília) 11:15 GMT

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, defendeu nesta quinta-feira uma proposta para proibir americanos de adotar crianças russas.

Em um pronunciamento na TV russa, Putin afirmou que o projeto, aprovado pelos deputados russos na quarta-feira, é "apropriado".

Segundo ele, representantes russos tiveram a entrada negada nos Estados Unidos como observadores em casos de supostos casos de maltratos de crianças russas no país.

O projeto de lei russo é também uma resposta ao Ato Magnitsky, dos Estados Unidos, que proíbe a entrada no país de supostos violadores de direitos humanos.

A iniciativa russa também ocorre após vários casos nos quais crianças russas teriam sido supostamente maltratadas por seus pais adotivos nos Estados Unidos.

Putin afirmou que ainda precisa ler o projeto russo em detalhe, mas que o apoia em princípio.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.