Naufrágio mata dezenas na Somália

Atualizado em  20 de dezembro, 2012 - 18:32 (Brasília) 20:32 GMT

A ONU afirmou nesta quinta-feira que ao menos 55 pessoas morreram em um naufrágio na costa da Somália.

A embarcação estava lotada de passageiros da Somália e da Etiópia. O barco teve problemas logo após deixar o porto de Bossasso, no norte do país, segundo as Nações Unidas.

As vítimas seriam imigrantes tentando cruzar o golfo de Aden para escapar das dificuldades econômicas enfrentadas no Chifre da África.

Esse é o maior acidente do gênero na região desde fevereiro do ano passado, quando 57 imigrantes morreram em um naufrágio.

Violência

A cidade portuária de Kismayo, no sul do país, voltou a ser palco de confrontos armados nesta quinta-feira.

Kismayo havia sido tomada dos rebeldes islâmicos do grupo Al Shabaab por forças do Quênia e do governo da Somália em setembro. Até então era o último grande bastião urbano controlado pelos rebeldes.

Testemunhas disseram que dezenas de pessoas foram mortas. Contudo, as razões da matança e a natureza das partes envolvidas não foram.

Uma das versões diz que o conflito começou quando forças leais ao governo tentaram desmontar uma um bloqueio de rua feito por soldados descontentes.

Outra hipótese é que os confrontos têm origem em uma disputa de clãs.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.