Ex-ministra da Economia é condenada a quatro anos de prisão na Argentina

Atualizado em  27 de dezembro, 2012 - 17:57 (Brasília) 19:57 GMT

Um tribunal federal condenou a quatro anos de prisão a ex-ministra da Economia argentina Felisa Miceli por corrupção.

Ela não conseguiu justificar a origem de US$ 52 mil (R$ 106 mil) encontrados em uma bolsa no banheiro de seu gabinete em 2007.

Primeira mulher a ocupar o posto, ela serviu durante o governo de Néstor Kirchner e renunciou após o escândalo.

Ela também foi condenada por ter acobertado uma suposta operação financeira ilegal, obstrução da justiça e pelo desaparecimento do arquivo policial sobre a bolsa encontrada em seu escritório.

Miceli alega que que o dinheiro encontrado na bolsa fazia parte de um empréstimo que tomou de seu irmão para comprar uma casa.

Além dos quatro anos de prisão, ela não poderá ocupar cargos públicos nos próximos oito anos.

Após receber a sentença, a ex-ministra reiterou sua inocência e adiantou que deve apelar da decisão.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.