Estudante morta após estupro é cremada na Índia

Atualizado em  30 de dezembro, 2012 - 09:21 (Brasília) 11:21 GMT
Corpo de estudante indiana. AFP

A morte da estudante motivou uma onda de protestos em todo o país

O corpo da estudante de 23 anos, morta após um brutal estupro coletivo em Nova Déli, foi cremado na capital indiana.

A estudante morreu em Cingapura, para onde foi levada para tratamento, após ser atacada e estuprada por seis homens em um ônibus coletivo.

O crime motivou uma onda de protestos no país, pedindo maior proteção às mulheres.

Segundo a TrustLaw, organização vinculada à fundação Thomson Reuters, a Índia é o pior lugar para se nascer mulher em todo o mundo.

Em 2011 foram registrados 24 mil casos de estrupo – 17% só na capital, Nova Déli. O número é 9,2% maior do que no ano anterior.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.