Milhares protestam em Hong Kong

Atualizado em  1 de janeiro, 2013 - 19:58 (Brasília) 21:58 GMT

Milhares de pessoas tomaram as ruas de Hong Kong nesta terça-feira para pedir a renúncia do chefe-executivo da cidade.

Os manifestantes afirmam que perderam a confiança em Leung Chun-ying depois de o mandatário ter sido acusado de mentir sobre a construção de "puxadinhos" ilegais em sua casa.

O assunto é politicamente sensível em uma cidade onde o espaço para a moradia é cada vez menor, com muitas famílias tendo de viver em apartamentos pequenos.

Os organizadores do protesto também reivindicaram o direito de poder eleger seu representante. Atualmente, o governante de Hong Kong é escolhido por um pequeno comitê em Pequim.

Partidários de Leung organizaram, por outro lado, manifestações de apoio ao governante, que teriam reunido aproximadamente 60 mil pessoas.

Já os envolvidos na passeata contra Leung afirmaram ter atraído pelo menos 130 mil pessoas, apesar de a polícia local ter estimado o número de manifestantes em apenas 26 mil.

Hong Kong foi devolvido pelo Reino Unido à China em 1997 e até hoje goza de certa autonomia em relação ao governo de Pequim. Porém a liderança chinesa tem resistido à pressão popular por permitir um sistema amplamente democrático na cidade.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.