Policial que investigava corrupção de premiê do Paquistão é encontrado morto

Atualizado em  18 de janeiro, 2013 - 09:08 (Brasília) 11:08 GMT
Raja Pervez Ashraf / AFP

Suprema Corte do Paquistão ordenou a prisão de premiê do país, Raja Pervez Ashraf

Um dos policiais que investigava um caso de corrupção ligado ao primeiro-ministro do Paquistão, Raja Pervez Ashraf, foi encontrado morto nesta sexta-feira.

O homem, identificado como Kamran Faisal, teria sido achado enforcado em um albergue do governo na capital do país, Islamabad, onde vivia.

A Suprema Corte do Paquistão ordenou a prisão de Ashraf na última terça-feira sob a suspeit de que ele teria aceitado subornos ao aprovar projetos de geração de energia quando havia sido ministro de água e de energia, em 2010.

O premiê nega as acusações.

A polícia disse que está investigando as circunstâncias da morte de Faisal, e uma autópsia será realizada.

"Estamos investigando a partir de ângulos diferentes ... Vamos emitir uma opinião depois da conclusão da autópsia", disse o chefe da polícia de Islamabad, Bani Amin.

A ordem para prender o primeiro-ministro veio depois que um popular clérigo do país liderou uma manifestação que levou milhares de pessoas às ruas da capital paquistanesa, exigindo sua renúncia do governo.

A queda do premiê levantou temores de uma crise política no Paquistão, embora analistas acreditem que a prisão de Ashraf seja improvável.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.