Iraque vive nova onda de violência

Atualizado em  22 de janeiro, 2013 - 09:53 (Brasília) 11:53 GMT

Uma série de ataques a bomba dentro e nos arredores da capital do Iraque, Bagdá, matou pelo menos 16 pessoas e feriu dezenas de outras nesta terça-feira, afirmaram autoridades do país.

Em um primeiro ataque, um carro carregado de explosivos explodiu perto de um posto do Exército na cidade de Mahmoudiya, no sul da cidade, matando cinco pessoas.

Pouco tempo depois, bombas dentro de um outro veículo foram detonadas no subúrbio de Taji, no norte de Bagdá, deixando outros seis mortos, acrescentaram os policiais.

Por fim, outra bomba no distrito de Shia, também no norte da capital iraquiana, matou cinco pessoas.

Na semana passada, uma série de atentados suicidas ao redor do Iraque deixou 30 pessoas mortas.

Nenhum grupo confirmou a autoria dos ataques, mas insurgentes sunitas têm sido acusados pela recente onda de violência no Iraque.

Dois soldados estão entre os mortos em Mahmoudiya, 30 quilômetros ao sul de Bagdá, informaram as autoridades. Pelo menos 14 pessoas ficaram feridas no ataque.

O atentado em Taji ocorreu perto de uma base militar. Mais de 20 pessoas teriam ficado feridas em meio à explosão.

Um terceiro carro bomba explodiu em um mercado lotado no distrito de Shula, em Bagdá, afirmaram fontes de polícia e hospital.

Relações entre a comunidade sunita do Iraque e o governo vêm se deteriorando nos últimos meses.

Apesar de a violência sectária ter diminuído no Iraque desde o pico da insurgência em 2006 e 2007, os ataques no país continuam frequentes.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.