Contas de luz baixarão a partir desta quinta, diz Dilma

Atualizado em  23 de janeiro, 2013 - 21:10 (Brasília) 23:10 GMT

A presidente Dilma Rousseff disse nesta quarta-feira que o Brasil tem energia suficiente para o presente e para o futuro, "sem nenhum risco de racionamento ou qualquer tipo de estrangulamento, no curto, médio ou no longo prazo".

Em pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão, Dilma anunciou que, a partir desta quinta-feira, a conta de luz dos brasileiros terá uma redução de 18% para as residências e de até 32% para indústria, agricultura, comércio e serviços, informa a Agência Brasil.

O corte é maior do que o anunciado em setembro do ano passado.

"Com a redução de tarifas, o Brasil assa a viver uma situação especial no setor elétrico, ao mesmo tempo baixando o custo da energia e aumentando sua produção elétrica", disse Dilma.

Ela assinou nesta quarta um decreto e uma medida provisória com os novos índices de redução das tarifas.

Segundo ela, os consumidores que são atendidos pelas concessionárias que não aderiram à prorrogação dos contratos (Companhia Energética de São Paulo - Cesp, Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig e Companhia Paranaense de Energia - Copel) também terão a conta de luz reduzida.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.