Justiça egípcia suspende YouTube por vídeo anti-islâmico

Atualizado em  9 de fevereiro, 2013 - 11:03 (Brasília) 13:03 GMT

Um tribunal no Egito ordenou neste sábado uma suspensão do YouTube no país por um mês, por ter abrigado o vídeo anti-islâmico que gerou uma onda de protestos violentos no mundo muçulmano no ano passado.

A corte administrativa do Cairo decidiu que as autoridades precisam tomar medidas para bloquear o acesso ao YouTube e a outros sites que permitiram que internautas vissem o vídeo "A Inocência dos Muçulmanos".

A ação foi pedida por um advogado egípcio, Hamed Salem, que também promoveu processos contra órgãos de mídia e pessoas que ele considera anti-islâmicos.

No mês passado, a Justiça egípcia já havia mantido uma condenação à morte à revelia contra sete egípcios envolvidos com a produção e a distribuição do filme.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.