China admite que pode ter 'vilas do câncer'

Atualizado em  22 de fevereiro, 2013 - 12:14 (Brasília) 15:14 GMT

O Ministério do Meio Ambiente da China parece ter reconhecido pela primeira vez que altos níveis de poluição podem estar relacionados à elevada incidência de casos de câncer em algumas localidades do país.

Há quatro anos, um jornalista publicou um mapa que identificava essas localidades e as chamava de "vilas do câncer".

O reconhecimento foi feito em um relatório do ministério, publicado em um momento em que está ganhando força no país um debate sobre os problemas causados pela poluição e o lixo industrial resultantes do modelo de desenvolvimento chinês.

Meios de comunicação chineses têm divulgado relatos e dados mostrando que a incidência de câncer nesses vilarejos situados perto de fábricas e rios poluídos disparou nas últimas décadas.

Em seu relatório, o Ministério do Meio Ambiente da China também menciona que as indústrias chinesas podem usar algumas substâncias químicas proibidas em países desenvolvidos por serem consideradas nocivas à saúde humana.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.