Kerry promete US$ 60 milhões em ajuda à oposição síria

Atualizado em  28 de fevereiro, 2013 - 10:32 (Brasília) 13:32 GMT
Kerry (esq) e Khatib (AP)

John Kerry (esq.) se reuniu com líder da oposição sírio em Roma

O secretário de Estado americano, John Kerry, prometeu nesta quinta-feira uma ajuda de US$ 60 milhões para a oposição síria.

Os rebeldes armados que lutam contra o presidente Bashar al-Assad nunca tinham recebido ajuda direta dos Estados Unidos e, segundo o correspondente diplomático da BBC esta é uma mudança de política importante dos Estados Unidos.

No entanto, o dinheiro prometido por Kerry não inclui o envio de armas.

Alimentos e medicamentos devem ser incluídos na ajuda e o resto deve ser usado para ajudar as oposição síria a fornecer serviços básicos para populações de áreas que eles controlam, além de ajudar a estruturar um governo e impor a lei.

A promessa foi feita em uma reunião do grupo de países chamado Amigos da Síria, em Roma, na Itália.

O líder da oposição síria, Moaz al-Khatib, afirmou que ainda está insatisfeito com a falta de ajuda militar aos rebeldes.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.