França e Grã-Bretanha pedem fim de embargo de armas para Síria

David Cameron e François Hollande (AFP)
Image caption David Cameron (esq.) e François Hollande durante reunião

França e Grã-Bretanha aumentaram a pressão para que a União Europeia suspenda a proibição de fornecimento de armas para as forças rebeldes da Síria.

O premiê britânico, David Cameron, e o presidente francês, François Hollande, disseram a uma reunião da União Europeia em Bruxelas que querem um fim ao embargo.

Cameron afirmou a jornalistas que ele prefere uma posição em comum da União Europeia, mas a Grã-Bretanha se reserva o direito de tomar a decisão sozinha.

O presidente do Conselho Europeu, Herman van Rompuy, afirmou que já foi pedido aos ministros do Exterior do bloco europeu uma revisão do embargo, o que deve ocorrer na próxima reunião, em Dublin, na Irlanda, na próxima semana.

Vários países membros, incluindo a Alemanha, temem que o fim da proibição do envio de armas vá gerar ainda mais violência, especialmente se estas armas caírem nas mãos de militantes islâmicos.