Obama reafirma aliança com Israel em visita inédita

O presidente americano, Barack Obama, deu início nesta quarta-feira a sua primeira visita oficial a Israel, na qual declarou que os EUA têm "orgulho" de ser o principal aliado israelense e reafirmou seu "comprometimento" com a segurança do país.

Obama foi recebido pelo premiê Binyamin Netanyahu - que chamou de "histórica" a visita do americano - e pelo presidente Simon Peres.

A relação entre Obama e Netanyahu é notadamente fria, por críticas do americano aos assentamentos israelenses em terras reivindicadas por palestinos. Além disso, os dois governos discordam quanto à reação ao programa nuclear iraniano (ambos temem que Teerã busque a bomba atômica, mas os EUA rejeitam a ideia de uma ação militar "preventiva" contra o país persa).

O programa nuclear iraniano será um dos temas de debate durante os três dias da visita de Obama, bem como a guerra civil na Síria e o conflito israelo-palestino, cujas negociações de paz estão emperradas.

Obama também visitará líderes palestinos na Cisjordânia. Na Faixa de Gaza, grupos palestinos protestaram contra a viagem do presidente americano a Israel.