Premiê contesta resultado de eleição presidencial no Quênia

O primeiro-ministro do Quênia, Raila Odinga, formalizou neste sábado uma petição na Suprema Corte do país contestando a vitória apertada de Uhuru Kenyatta na eleição presidencial.

Odinga acusou as autoridades eleitorais de manipularem o resultado.

Centenas de simpatizantes de Odinga que se reuniram em frente ao tribunal foram dispersados pela polícia com bombas de gás lacrimogêneo.

Kenyatta enfrenta um processo no Tribunal Penal Internacional por ligações com a onda de violência provocada após a última eleição geral no país, em 2007, quando mais de mil pessoas foram mortas.