Ataque a bomba mata religioso pró-governo na Síria

A TV estatal síria informou que um ataque a bomba matou um proeminente religioso islâmico sunita Mohammed al-Bouti, que era pró-governo. O atentado ocorreu em uma mesquita no centro de Damasco, quando Bouti estava conduzindo as orações.

Pelo menos outras 14 pessoas também morreram na explosão.

Segundo correspondentes da BBC, com a morte de Bouti o presidente sírio, Bashar al-Assad, perde um dos já escassos aliados que ainda tem entre a comunidade sunita do país.