Chipre desiste de imposto sobre contras bancárias

O governo do Chipre desistiu de incluir um impopular imposto sobre depósitos bancários, em um novo pacote econômico que está sendo preparado.

O plano original previa uma cobrança de até 10% sobre depósitos bancários, mas despertou protestos por parte dos cipriotas e até de governos internacionais, como o da Rússia.

Os bancos cipriotas estão fechados e assim permanecerão até quinta-feira, a fim de evitar uma corrida aos caixa.

Ainda não se sabe se o plano econômico que está sendo elaborado será ou não submetido ao voto ainda nesta quinta-feira.

Nesta quinta-feira, o Banco Central Europeu deu um prazo de quatro dias para que seja firmado um novo acordo pelo governo cipriota que asseguraria a solvência das instituições financeiras do país.