Chipre aprova fundo de solidariedade para conter crise

O Parlamento do Chipre aprovou nesta sexta-feira um "fundo de solidariedade nacional" para conter a crise no sistema bancário do país, que afetou a confiança em toda a zona do euro.

Os parlamentares também decidiram impor controles de capital, mas ainda precisam decidir se impõem uma taxa sobre grandes depósitos bancáros.

O fundo de solidariedade foi uma das alternativas propostas para arrecadar os 5,8 bilhões de euros necessários para que o Chipre possa receber um pacote de resgate internacional no valor de 10 bilhões de euros.

Na terça-feira, o Parlamento rejeitou a imposição de um imposto sobre todos os depósitos, que teria o objetivo de levantar a quantia.