Líder da oposição síria renuncia

O líder da oposição síria, Moaz Al-Khatib, anunciou sua renúncia à Coalizão Nacional, reconhecida como representante do povo sírio por dezenas de países e organizações internacionais.

Al-Khatib fez o anúncio em sua página no Facebook, explicando que renunciaria para poder trabalhar com a liberdade que a instituição não o oferecia - e que havia prometido ao povo sírio que deixaria o cargo se o que chamou de "determinadas linhas vermelhas" fossem cruzadas.

Ele também denunciou o suposto interesse de outros países de tirar proveito do conflito na Síria e lamentou que a situação atual "não tenha sido suficiente para que se tome uma decisão internacional que permita que o povo sírio se defenda".

A renúncia de Moaz Al-Khatib acontece um dia depois de os ministros de Relações Exteriores da França e da Grã-Bretanha pediram que União Europeia suspenda o embargo de armas ao país, para que fosse possível armar os rebeldes sírios.