Mais de 30 prisioneiros já estão em greve de fome em Guantánamo

A Casa Branca disse nesta quarta-feira que está monitorando com atenção a greve de fome adotada por um crescente número de prisioneiros no Campo de Detenção da Baía de Guantánamo, em Cuba.

Segundo fontes militares, já são 31 os detentos da prisão militar americana em greve de fome. A prisão abriga um total de 166 detentos.

Alguns dos prisioneiros em greve de fome estão sendo alimentados com líquidos por meio de tubos.

Grupos de defesa dos direitos humanos afirmam que a ação, iniciada em fevereiro, reflete a crescente frustração por parte dos prisioneiros em relação a sua detenção por tempo indeterminado.