Serviço secreto dos EUA intercepta carta com 'substância suspeita' para Obama

O episódio aconteceu um dia após o atentado à Maratona de Boston, em que três pessoas morreram e mais de 170 ficaram feridas. A correspondente da BBC em Washington Jane Little diz que a cidade está em alerta por causa do ataque, mas que até agora não há indicação de que os dois episódios estejam relacionados.
Image caption Incidentes ocorrem em momento de tensão nos EUA

O serviço secreto dos Estados Unidos informou nesta quarta-feira que interceptou uma carta endereçada ao presidente Barack Obama que continha uma "substância suspeita".

O porta-voz do serviço secreto, Ed Donovan, afirmou que a carta foi interceptada em uma instalação fora da Casa Branca. Segundo Donovan, a carta foi recebida na terça-feira.

O porta-voz ainda afirmou que os agentes do serviço secreto estão trabalhando com a polícia do Capitólio e o FBI, a polícia federal americana, para descobrir a origem da carta.

Ainda na terça-feira, um carta contendo o veneno ricina foi enviada ao senador republicano Roger Wicker.

O envelope foi interceptado em uma central dos Correios do Capitólio e não chegou ao senador.

Os incidentes ocorrem em um momento de tensão nos Estados Unidos, dias depois do atentado à Maratona de Boston, em que três pessoas morreram e mais de 170 ficaram feridas.