FBI e CIA tinham conhecimento prévio de suspeito de Boston

Autoridades americanas informaram nesta quarta-feira que tanto o FBI (polícia federal) quanto a CIA (agência de inteligência) tinham sido alertados sobre Tamerlan Tsarnavev ao menos um ano antes dos ataques na Maratona de Boston. Mas nenhum dos órgãos levou suas investigações adiante.

A Rússia contactara o FBI e a CIA e alertara que Tsarnaev era visto como um radical islâmico que poderia estar planejando ataques em território russo.

Mas como o FBI não conseguiu encontrar nenhuma prova de uma ameaça iminente aos EUA, as investigações sobre Tsarnaev foram encerradas.

A CIA também tinha ele em sua lista de observação, mas diz que algumas informações enviadas pela Rússia a respeito dele eram incorretas.