Venezuela prende cidadão americano acusado de ser agente de inteligência

A Venezuela anunciou nesta quinta-feira a prisão de um cidadão americano, acusando-o de ser um agente "de alguma organização de inteligência".

O ministro do Interior, Miguel Rodríguez Torres, disse que o acusado, Timothy Hallet Tracy, angariou fundos para protestos estudantis realizados após a contestada eleição de Nicolás Maduro à Presidência venezuelana.

Ele disse que Tracy - que, segundo a Associated Press, é um cineasta de 35 anos - tentava "desestabilizar a Venezuela" com o objetivo de "começar uma guerra civil".

"Julgando pela forma como esse senhor se comportava, deduzimos que ele pertence a alguma organização de inteligência, porque ele é treinado, sabe como infiltrar e como lidar com fontes e informações de segurança", declarou o ministro.

Os EUA, que não reconheceram até o momento a eleição de Maduro, dizem estar buscando mais informações sobre o caso.