Canadá critica escolha de Sri Lanka para sediar reunião da Commonwealth

O governo canadense criticou neste sábado a escolha de Colombo, maior cidade e capital do Sri Lanka, como sede da reunião bienal dos governantes dos países da Commonwealth, que será realizada em novembro deste ano.

A Commonwealth reúne um grupo de 54 países independentes, em sua maioria ex-colônias britânicas, com exceção de Ruanda e Moçambique.

Em entrevista à BBC, o ministro das Relações Exteriores do Canadá, John Baird, disse que o Sri Lanka falhou ao não respeitar os valores da Commonwealth, como a democracia e o Estado de direito.

Ele afirmou que havia indícios de graves crimes de guerra durante o longo conflito civil ocorrido no Sri Lanka.

Baird acrescentou que não houve nenhuma tentativa significativa de reconciliação com a população tâmil.

Ele disse ainda que o autoritarismo vem aumentando no país asiático.

Em resposta, o governo do Sri Lanka alegou que o Canadá estaria "cedendo às pressões" da população tâmil e rejeitou qualquer possibilidade de investigação sobre a guerra civil.

O porta-voz do governo também informou que o país já tem sua própria comissão de investigação sobre o conflito.