Polícia de Boston prende mais três suspeitos por ligação com atentado

A Polícia de Boston informou nesta quarta-feira que prendeu mais três suspeitos de ligação com o atentado à Maratona da cidade, no mês passado.

De acordo com a imprensa americana, dois dos novos suspeitos presos eram colegas de classe na universidade frequentada por Dzhokhar Tsarnaev – o principal suspeito pelos atentados ocorridos no dia 15 de abril, que deixaram três mortos e mais de 260 feridos.

Segundo a agência de notícias Associated Press, os dois seriam do Cazaquistão e já estão em presos há mais de uma semana por problemas com seus vistos de estudante.

O governador do Estado de Massachusetts, Deval Patrick, disse ter sido informado que os novos suspeitos foram presos por supostamente ter participado de eventos depois que o atentado ocorreu, não por participação no planejamento ou execução dos ataques em si.

Eles podem ser indiciados por planejar a obstrução da justiça e por falso testemunho, de acordo com um tuíte do escritório da Secretaria da Justiça americana em Massachusetts.

Até agora, a suspeita da autoria do atentado recai, além de Dzhokhar, sobre seu irmão, Tamerlan, que morreu em confronto com a polícia na madrugada da sexta-feira seguinte aos ataques.

Dzhokhar ficou ferido na perseguição policial e permanece sob custódia da polícia.