Após protestos, fábricas de roupas são fechadas em Bangladesh

Centenas de fábricas de roupas nos subúrbios da capital de Bangladesh, Dhaka, foram fechadas nesta segunda-feira por prazo indefinido após uma série de protestos de funcionários por melhores salários e condições de trabalho.

As manifestações ganharam força desde o desmoronamento de um prédio de três andares há três semanas, no qual pelo menos 1,1 mil pessoas morreram.

Mais cedo, equipes de resgate concluíram as operações de salvamento e políticos aprovaram uma nova lei que fortalece os direitos dos trabalhadores.

Entre os benefícios, está a permissão aos empregados de formar sindicatos sem o consentimento de seus patrões.