EUA e Reino Unido discutem solução para conflito na Síria

O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmaram nesta segunda-feira que vão trabalhar para construir uma solução pacífica para o conflito na Síria, que já se arrasta por mais de dois anos.

Cameron e Obama estão reunidos na capital americana, Washington, para uma série de discussões entre os dois países.

Em entrevista coletiva, o presidente americano disse que pretende juntar os representantes do regime sírio e da oposição para uma conferência de paz.

Obama acrescentou que o encontro inédito ocorreria em Genebra. Nele, seria discutida uma transição para uma nova administração sem o atual presidente da Síria, Bashar al-Assad.

Mais cedo, um porta-voz do primeiro-ministro britânico afirmou que Cameron queria discutir o estabelecimento de uma oposição com mais força e credibilidade na Síria.

Os dois líderes também discutem a criação de uma zona de livre comércio entre a Europa e os Estados Unidos.

Em um artigo publicado no jornal americano The Wall Street Journal, Cameron descreveu a iniciativa como uma oportunidade única que poderia adicionar bilhões às economias dos Estados Unidos e do Reino Unido, além de beneficiar o resto do mundo.