Qual destas imagens de Hillary Clinton é mais polêmica?

Paineis do australiano Lushsux Direito de imagem Reuters
Image caption Após críticas, australiano Lushsux cobriu Clinton com uma burca, levantando nova polêmica

Na arte, assim como na política, é sempre o ato de acobertar que acaba provocando controvérsia. Uma sequência de fotos que registrou a evolução de um grafite em Melbourne, na Austrália, agitou as redes sociais na semana passada.

As imagens de "antes e depois" revelam como o criador da obra, um artista de rua conhecido como Lushsux, respondeu às críticas a seu retrato da candidata democrata à Presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton.

Quando autoridades locais reclamaram da imagem, que mostra Clinton usando um ousado maiô estampado com os motivos da bandeira americana e recheado de notas de dólar, o artista decidiu manter a paródia escondendo-a sob uma burca preta, acompanhada da frase: "Se esta muçulmana ofende você, você é um islamofóbico preconceituoso, racista e sexista".

Lushsux é conhecido por suas mordazes caricaturas de celebridades. Há algumas semanas, o artista afirmou que a cantora Taylor Swift ameaçou processá-lo caso ele não apagasse uma desconfortável imagem de sua lápide com a cruel inscrição "Pela adorável memória de Taylor Swift - 1989-2016".

Direito de imagem Reuters
Image caption Autoridades de Melbourne reclamaram do painel criado por Lushsux, famoso por suas caricaturas irônicas

O grafiteiro faz sucesso com suas insolências e sua ousadia. Ao cobrir sua paródia a Clinton com uma declaração religiosa de significado ambíguo, Lushsux tentou frustrar seus críticos politicamente corretos. De fato, ele os desafiou a se oporem ao recurso de transformar um símbolo do empoderamento feminino (Hillary Clinton) com o que muitos julgam ser um símbolo da anulação da mulher (a burca).

Inspiração no século 19

Direito de imagem Rex Reuters
Image caption O espanhol Francisco de Goya causou escândalo com 'A Maja Nua' e 'A Maja Vestida'

A irreverente transformação de uma das mulheres mais poderosas do mundo de uma caricatura apelativa para uma sátira sociorreligiosa mostra um passe de mágica malicioso que, sem querer, liga a obra de Lushsux a uma dupla de obras-primas do século 19 - retratos sensuais que geraram um debate sobre a pintura das formas femininas na época.

Há 200 anos, o pintor espanhol Francisco de Goya, evidentemente de uma maneira ainda mais habilidosa, burlou seus críticos ao criar duas versões da mesma mulher em poses idênticas: uma nua e a outra totalmente vestida.

Mas qualquer um que já tenha visto de perto A Maja Nua e A Maja Vestida pode comprovar que é a mulher de roupas a mais provocante das duas. (A Maja Nua foi confiscada pela Inquisição Espanhola depois de ser descoberta em uma sala particular que o primeiro-ministro Manuel de Godoy criou apenas para guardar pinturas de nus).

Replicando as Majas de Goya, as caricaturas cruas que Lushsux fez de Clinton expõem a questão de como o olhar do público ainda se aflige com o corpo feminino. E nos lembra que, assim como a beleza, o choque é uma qualidade que nós percebemos e inventamos em igual medida.