A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Dez anos após 'corralito', jornalista argentina ainda não confia em bancos

Neste mês, a Argentina lembra dez anos do "corralito", a medida implementada no país que impôs um limite de saques em bancos.

Direito de imagem video
Image caption Corralito provocou onda de protestos e violência na Argentina em 2001

A decisão foi tomada pelo governo do então presidente Fernando de La Rúa, que enfrentava uma grave crise econômica. Em um intervalo de apenas um mês, a Argentina declarou a moratória da sua dívida e viu cinco presidentes passarem pela Casa Rosada.

Hoje, a Argentina vive um dos momentos de maior crescimento econômico da sua história e também está entre os países que mais crescem no mundo.

Mesmo assim, alguns argentinos, como a jornalista Carina Etchegaray, contam que nunca mais conseguiram confiar nos bancos do país.