A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Nova primeira-dama francesa tem fama de durona e estilo oposto ao de Carla Bruni

Nos últimos anos, Carla Bruni-Sarkozy emprestou seu glamour e seu status de celebridade ao Palácio do Eliseu.

A nova primeira-dama da França, Valérie Trierweiler, tem um estilo bastante diferente, mas tudo indica que ela não será ofuscada pela antecessora.

Ela trabalha há 20 anos como repórter política da revista Paris Match e tem seu próprio programa de entrevistas na TV francesa.

Durante a campanha eleitoral, Trierweiler manteve distância das câmeras, mas esteve sempre presente.

Image caption Trierweiler disse que não escolheu a vida pública, apenas escolheu Hollande (esq)

Mantou um escritório no quartel-general da campanha e serviu de conselheira para seu marido (ainda que não sejam casados oficialmente), o presidente eleito François Hollande.

Hollande assume a Presidência francesa nesta terça-feira.

'Rottweiler'

Divorciada duas vezes, Trierweiler tem três filhos adolescentes.

Recentemente, ela disse que não escolheu a vida pública - apenas escolheu Hollande.

E divide as atenções com a ex-mulher do presidente eleito, a política Segolene Royal, ex-candidata presidencial e mãe dos quatro filhos de Hollande.

A questão é saber como Trierweiler será percebida pelo público francês. Sem o glamour de Carla Bruni, a nova primeira-dama chegou a ser apelidada de "rottweiler" por seu estilo mais duro e frio.

Agora, ela terá cinco anos para se acostumar com a vida célebre e com a companhia de chefes de Estado, reis e rainhas.