A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Americana abandona comunidade amish para virar caubói profissional

A americana Esther Miller, da pequena cidade de Sugarcreek, no Estado de Ohio, é mãe de seis crianças. Ela também é uma "cowgirl" profissional.

Mas o passado de Esther é pouco comum para essa profissão. Ela foi criada em uma família amish tradicional, um grupo cristão que não permite que mulheres pratiquem esportes.

Quando cresceu, ela abandonou a comunidade amish, onde as pessoas abrem mão por vontade própria de luxos como eletricidade, televisão e carros.

Ela conta que foi dona de casa por muito tempo, mas que sentia que precisava muito fazer alguma coisa que lhe desse prazer na vida.

Hoje, aos 37 anos, ela está há seis como profissional e já venceu diversas competições.

Esther conta que não há sensação melhor do que participar de um rodeio, mesmo depois de ter sofrido um acidente que resultou em diversas costelas quebradas.

A irmã de Esther, Melinda, ainda faz parte da comunidade Amish, mas assiste a quase todos os seus rodeios .

Apesar de ter abandonado os amish, Esther mantém alguns dos hábitos da comunidade. Ela até hoje fala um dialeto do alemão com os seus cavalos no rodeio.