Concurso internacional premia as mais belas fotos de vida selvagem

Atualizado em  29 de agosto, 2012 - 13:39 (Brasília) 16:39 GMT

Concurso Veolia de fotógrafo de vida selvagem do ano

  • "Leão sob o holofote", de Joel Sartore (EUA)
    A galeria reúne fotos finalistas do concurso Veolia de fotógrafo do ano, algumas delas bastante curiosas. Subir em árvores não é uma prática comum entre os leões, mas este felino, que habita o parque nacional da rainha Elizabeth, em Uganda, fez a escalada para se refrescar e fugir das moscas. Joel Sartore capturou este momento com muito pouca luz e o denominou "Leão sob o holofote".
  • Medo primitivo, de Jabruson (Reino Unido)
    O título desta foto é "Medo primitivo" de Jabruson, do Reino Unido. O fotógrafo flagrou o instante em que crianças carregam um babuíno capturado na África Central. A imagem revela um conflito comum na região entre humanos e animais selvagens.
  • Bebendo em voo, de Ofer Levy (Israel/Austrália)
    Este morcego é o maior da Austrália e é conhecido como a "raposa voadora da cabeça grisalha". O animal tem o costume de se refrescar e beber água em pleno voo. O momento foi capturado pelo fotógrafo Ofer Levy (Israel/Austrália) na foto intitulada "Bebendo em voo".
  • "Ladrões mergulhadores", de Jean Tresfon (África do Sul)
    Os biguás não são tão hábeis na arte de pescar, mas, nesta imagem, tentam "roubar" a presa deste ganso. Intitulada "Ladrões Mergulhadores", a foto foi registrada na costa da África do Sul e mostra uma batalha voraz por um arenque, retratada por Jean Tresfon.
  • "Lanche da meia-noite", de Alexander Badyaev (Rússia / EUA)
    O fotógrafo Alexander Badyaev (Rússia / EUA) desconfiava que sua cozinha estava sendo compartilhada com outras criaturas. Na imagem, intitulada "Lanche da meia-noite" e registrada em Montana, nos Estados Unidos, ele descobriu quem era o "intruso" e fotografou o instante em que um camundongo abocanha parte de seu sanduíche de pasta de amendoim.
  • "O duelo", de Sergey Gorshkov (Rússia)
    No fim de maio, mais de 250 mil gansos da neve migram da América do Norte para a ilha de Wrangel, no nordeste da Rússia, para se reproduzir. Lá, as raposas ameaçam as aves, mas geralmente os gansos se saem melhor, segundo o fotógrafo Sergey Gorshkov, da Rússia, que batizou o instante de "O duelo".
  • "Colheita perigosa", de Jenny E Ross (EUA)
    Faminto, este urso polar decidiu escalar um penhasco no arquipélago de Nova Zembla, na Rússia, em busca de ovos das aves que se reproduzem na região. O instante foi fotografado por Jenny Ross, dos Estados Unidos, que chamou a imagem de "Colheita perigosa".
  • "O fim dos tubarões", de Paul Hilton (Reino Unido/Austrália)
    Com o título "O Fim dos tubarões", a foto de Paul Hilton (Reino Unido/ Australia) mostrou a rotina de trabalhadores no mercado de peixes Dong Gang, em Taiwan. A sopa de barbatana de tubarão, antes uma especiaria, tem se tornado cada vez mais popular entre a classe média chinesa.
  • "Espírito da floresta", de Paul Nicklen (Canadá)
    Conhecido popularmente como "urso fantasma", esta espécie de urso é dotada de genes recessivos que lhe conferem coloração esbranquiçada. Paul Nicklen tirou esta foto, intitulada "Espírito da floresta", enquanto o animal tranquilamente comia um peixe, no Canadá.
  • "O caçador inesperado", de Brieuc Graillot Denaix (França)
    Brieuc Graillot Denaix estava fazendo uma trilha com a sua família no parque nacional de Forrillon, no Canadá, quando testemunhou um alce sendo atacado por um urso negro. Ele batizou a foto de "O Caçador inesperado".

Concurso Veolia fotógrafo de vida selvagem do ano

De uma violenta disputa submarina entre pássaros a um camundongo que adora manteiga de amendoim - o concurso Veolia de fotografia da vida selvagem atraiu mais de 48 mil inscrições de 98 países. As imagens escolhidas como as cem melhores estarão em exposição no Museu de História Natural de Londres, entre os dias 19 de outubro de 2012 a 3 de março de 2013. Todas as fotos estão sujeitas à direito autoral. O Concurso Veolia de fotografia da vida selvagem é uma iniciativa do Museu de História Natural de Londres e do Serviço Mundial da BBC.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.