A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Técnica milenar de perfumes está ameaçada na Índia

Uma técnica milenar de fazer perfumes está ameaçada na Índia diante de novas tecnologias mais baratas.

Image caption Técnica milenar de fazer perfume em destilarias indianas está ameaçada

Há mais de mil anos, destilarias a vapor na região de Kannauj, no norte do país, produzem perfumes conhecidos como attar. O clima e o solo desta região da Índia faz com que as pétalas de rosa desta região tenham um aroma singular.

A técnica para fazer o perfume - com destilação a vapor em potes de cerâmica - é complicada e pode demorar meses. Muitas destilarias estão fechando porque não conseguem competir com novas indústrias que usam químicos para produzir o attar.

A região de Kannauj já teve 700 destilarias; hoje são apenas 150.

A esperança dos produtores tradicionais do perfume é o Oriente Médio, para onde a Índia exporta a maior parte da produção. Muitos muçulmanos só usam attar e se recusam a usar perfumes que levam álcool entre os seus ingredientes.