A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Dançarina que perdeu o pé em atentado de Boston quer voltar a dançar

Image caption Adrianne estava a pouco mais de um metro de explosão

A dançarina Adrianne Haslet, de 32 anos, perdeu o pé esquerdo no atentado a bomba na Maratona de Boston.

Ela e o marido estavam entre os corredores que se aproximavam da linha de chegada quando a primeira bomba explodiu.

"A gente foi jogado para trás e senti o impacto da explosão no meu peito. Caímos no chão e eu disse: acho que tem algo errado com os meus pés. Olhei pra baixo e vi sangue por toda parte", relembra a americana.

Adrianne se lembra, emocionada, do momento em que foi socorrida.

"Os bombeiros disseram que eu tinha que ir logo para o hospital e eu ficava gritando "eu sou dançarina, eu sou dançarina. Por favor, salvem o meu pé".

Apaixonada por dança de salão, Adrianne diz que dançar é uma terapia.

"Quando eu danço não penso em mais nada. Eu posso ter tido um dia ruim, mas se eu dançar por cinco minutos já me sinto tão melhor. E por isso é tão difícil, porque eu não posso levantar e começar a dançar agora".

Apesar de ter tido o pé amputado, a dançarina diz que quer ter uma vida normal.

"Eu vou voltar a dançar e também quero correr a maratona de novo no ano que vem", diz confiante.

"Eu ainda tenho tanta coisa na vida, não quero pensar que isso e o fim".