A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Japoneses correm com bebê no colo em meio a tumulto em Brasília

Uma família de turistas japoneses viveu momentos de pânico durante um tumulto pouco antes da partida de abertura da Copa das Confederações, neste sábado, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

O turista caminhava rumo ao estádio com sua esposa e o filho, um bebê de colo, enquanto era entrevistado pela BBC Brasil. A entrevista ocorria a 300 metros de um grupo de manifestantes, quando a polícia lançou ofensiva com bombas de gás lacrimogêneo e tiros de balas de borracha para dispersar a multidão.

Ao menos 39 pessoas se feriram e 19 foram detidas em meio à confusão.

Torcedores e turistas estrangeiros que tentavam ingressar no estádio por ali ficaram no meio do fogo cruzado.

O grupo protestava contra as obras da Copa do Mundo e em apoio ao movimento que busca a redução nas tarifas de transporte em São Paulo e outras capitais. Eram em sua maioria estudantes, convocados ao evento pelo Facebook.

A família fugiu apavorada das bombas e das balas de borracha, enquanto viaturas policiais seguiam pequenos grupos pelo gramado.

Na fuga, a japonesa caiu. Alertada de que havia turistas no fogo cruzado, a polícia resgatou a família e a colocou em uma viatura. O grupo desistiu de entrar no jogo e voltou ao hotel.