Jim Wolf makeover. Foto: Rob Bliss Creative
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Vídeo de sem-teto recebendo 'makeover' vira hit nos EUA

Image caption Depois da transformação, Jim Wolf passou a frequentar reuniões do AA e foi morar com sua irmã

Um vídeo que mostra um homem sem-teto recebendo uma repaginada foi assistido mais de 13 milhões de vezes no YouTube na semana passada.

Em dois minutos, o ex-soldado americano Jim Wolf é mostrado deixando de ser um homem barbudo e sujo e se transformando em um homem limpo e bem apessoado.

Desde a transformação, o veterano de 54 anos, que tem lutado contra a pobreza, falta de moradia e o alcoolismo, começou a frequentar reuniões dos Alcoólicos Anônimos e agora vive com sua irmã.

O produtor Rob Bliss fez o vídeo para conscientizar e levantar fundos para a instituição de caridade Grand Rapids Homeless Charity, que recebeu US$ 50 mil (R$ 115 mil) em doações, como resultado.

Outros casos

Wolf não é o primeiro caso deste tipo a ganhar força nas redes sociais. Em setembro, doações de mais de US$ 110 mil (R$ 254 mil) foram feita para Glen James, o homem sem-teto em Boston que retornou uma bolsa perdida contendo US$ 42 mil (R$ 97 mil) em dinheiro e cheques de viagem.

Outro caso é o de Billy Ray Harris, que conseguiu comprar uma casa no Kansas com os R$ 408 mil que recebeu em doações de pessoas que se sensibilizaram por sua honestidade depois que, no início deste ano, ele devolveu um anel de diamantes no valor de R$ 9,3 mil que caiu acidentalmente no copo onde pessoas jogavam moedas para ele.

E em 2011, Ted Williams foi inundado por ofertas de trabalho em rádio depois que seu suave barítono foi gravado por um repórter de um jornal local que o viu pedindo dinheiro na beira de uma estrada em Ohio.

Conscientização

O lançamento do vídeo de Jim Wolf, que foi programado para coincidir com o Dia dos Veteranos nos Estados Unidos, tinha como objetivo conscientizar as pessoas sobre a questão dos sem-teto. Bliss, que trabalha fazendo vídeos virais, descreveu a resposta ao vídeo como "bastante incrível", superando qualquer outro conteúdo que produziu.

"A primeira coisa que faz um vídeo se tornar um viral é o sentimento que ele cria", Bliss disse à BBC. "Quanto mais forte esse sentimento, mais bem sucedido será."

Alastair Murray, Diretor de Projetos da Housing Justice, instituição de caridade cristã baseada na Grã-Bretanha, diz que o vídeo faz o público lembrar que é possível perder um emprego, uma casa e uma vida estável. "Este vídeo ajuda as pessoas a verem o verdadeiro homem por trás desse barbudo necessitado que cria constrangimento - ele se transforma em uma pessoa com quem você ficaria feliz em ter uma conversa", diz ele.