A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Na Libéria, a dura rotina de quem combate o ebola

O número de casos de pessoas com ebola ultrapassou os 10 mil, sendo que 4.922 delas morreram, informou neste sábado a Organização Mundial da Saúde.

Desse total, apenas 10 mortes ocorreram fora dos países mais atingidos, que são Libéria, Serra Leoa e Guiné, no oeste da África.

A Libéria segue sendo o principal foco da doença, com 2,7 mil mortos.

Na capital, Monróvia, a BBC acompanhou a dura rotina dos agentes de saúde encarregados de buscar os pacientes em estado grave.

São cerca de 50 novos casos por dia na cidade.

Em um bairro carente, eles foram buscar uma paciente muito fragilizada e já inconsciente. Qualquer contato com seus fluidos corporais pode resultar na transmissão da doença.

Por isso, os cuidados são muitos: os agentes usam roupas especiais, máscaras e óculos protetores.

Uma mulher conta à reportagem da BBC que divide a casa com a paciente. Sem ter para onde ir, diz que vai limpar o local e permanecer ali.

E é em lugares assim onde o vírus mais se espalha: bairros empobrecidos, com alta densidade populacional e condições precárias.